Depoimentos

Acompanhe o depoimento dos nossos alunos:

5 respostas para “Depoimentos”

  1. NANCI NUNES disse:

    A família VO2 é uma das pioneiras em assessoria esportiva na modalidade corrida! naquela época ainda não era moda correr e a VO2 já estava la na USP todo santo dia as 5:00 da manhã. As vezes debaixo de chuva e muito frio! O Luis e a Adriana nos incentivavam muito e não davam moleza. Aos sábados a festa era completa porque o treino terminava somente ao meio dia e com direito a lanche delicioso. A gente aproveitava e levava até o cachorro! Que saudades. As viagens pra corridas fora de São Paulo viravam um mega evento. Essa família mora no meu coração pra sempre. Sucesso!

  2. Gabriela Barros - Gabi disse:

    Conheci a VO2 em 2005. Comecei a treinar com a equipe precisamente no dia 8 de setembro daquele ano. Me lembro com clareza porque era fumante e tinha me programado para abandonar o cigarro um dia antes dos treinos começarem. Sabia que o esporte poderia me ajudar, mas tinha medo de correr por conta própria e me lesionar. Encontrei o telefone da VO2 por pura sorte, no site da CORPORE, uma entidade sem fins lucrativos que representa corredores em toda a América Latina.
    Entrei em contato com a equipe, que me encaminhou para uma avaliação ergoespirométrica antes mesmo do início dos treinos. O teste é usado para medir a capacidade de ar que um individuo consegue utilizar durante um exercício físico aeróbico. Foi durante o teste que conheci o Luiz de Argila Barnabeu e a Adriana Bentim, educadores físicos responsáveis pela criação da VO2. Isso mesmo, eles me acompanharam durante todo o exame.
    De posse dos resultados, marcamos nosso primeiro treino para o dia 8 de setembro. Começamos com caminhadas intensas, passamos para treinos intervalados de caminhada e trote e menos de duas semanas depois corri meus primeiros cinco quilômetros.
    Os treinos evoluíram numa velocidade impressionante. Em dezembro de 2005 (apenas três meses depois) corri a São Silvestre, e estava tão bem treinada que nem sofri para percorrer a famosa subida da Brigadeiro.
    No ano seguinte, comecei a correr meias maratonas e realmente me encontrei nelas. Perdi as contas de quantas meias maratonas já corri. Mesmo sendo uma corredora mediana, subi ao pódio em uma prova de 25 quilômetros, realizada em Bertioga, e em uma prova de corrida de aventura noturna, realizada em São Paulo.
    Apesar da corrida ser um esporte individual, o empenho e a dedicação do Luiz e da Adriana aos alunos da VO2 despertam um forte sentimento de equipe nos alunos. Aprendi muito com eles nos últimos onze anos de parceria e tenho certeza de que vou continuar aprendendo ainda mais.

  3. Agenor Bispo disse:

    Olá Atletas!!
    Iniciei nessa equipe em 2002, na verdade bem no final de 2002. Fui recebendo as planilhas. E desenvolvendo com o passar dos anos. Chegando a correr na elite B. Bons tempos. Aprendi muito, técnicas avanças.
    Fiz competições em corridas de Aventura pela equipe e circuito Corpore. Fomos por várias vezes equipe campeões. Mantive meus treinos participando de corridas em Montanha, Mountain Bike e bike estrada. Até hj sigo essa filosofia.
    Obrigado Adriana
    Abrigado Luiz

    Fiquem com Deus

    ????????????????????????????????????????????????????????????????

    ❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️❤️

  4. Ricardo Albert disse:

    Conheci o Luiz a 4 anos atrás quando completei 40 anos de idade. Estava a procura de um treinador para começar a correr. Depois do quartel, nunca mais corri na vida. Começamos nossos treinamentos em um pracinha no Morumbi. O Luiz só deixava eu correr 40 segundos e depois andávamos 3 minutos. Aquela ânsia para correr, eu questionava: “Poxa vida, me deixa correr 1 minuto pelo menos.” Resposta do Luiz: “Não, vamos com calma.” E, com muita calma, 6 meses depois corri minha primeira corrida de rua, o Track and Field do Vila Lobos onde completei o percurso de 10Km em 1h e 1 minuto. Foi o máximo. Esse cara me tirou do sedentarismo. Só tenho a agradecer. Sou fã número 1. Espero correr muitas e muitas provas juntos. Vamos em frente. Grande abraço.

  5. Aparecido Batista Feitosa disse:

    Lembro como se fosse hoje quando procurei uma equipe esportiva para treinar mais sério, pois tinha o objetivo de correr uma maratona, havia começado correr sozinho e já havia acumulado uma pequena experiência totalmente empírica e irresponsável de uma corrida de 10 KM e a São Silvestre 15 KM, então sempre que passava na USP via uma equipe VO2, um dia parei e encontrei o Mestre, eu ainda um pouco tímido para falar de corrida, porém meu objetivo era maior do que a timidez e falta de intimidade com corridas, falei com o Luiz e ele foi muito simpático comigo, porém muito profissional, ele foi tão profissional que se eu não tivesse sido humilde para ouvi-lo teria me dado mal no objetivo seguinte que eu almejava, sim, pois ele me perguntou. Qual o seu objetivo. qual o seu próximo desafio? Respondi, a Maratona de SP. Então com a maior calma do mundo ele me respondeu, não vou treinar você para a Maratona de SP, perguntei porque não, ele respondeu não temos tempo até a Maratona de SP, se você quiser eu treino você para a Maratona de Blumenau, dá tempo de você fazer duas meia-maratonas e chegar 100% para Blumenau dependendo da sua dedicação aos treinos, eu então com 44 anos fiz meu melhor tempo em Maratona 3:27, tempo esse que não consegui repetir até hoje, o mais próximo que cheguei foi em Curitiba 3:29 também treinando com essa fera, o Mestre Luiz de Argila Bernabeu da VO2. Luiz, amo sua vida mestre, sempre faço questão de falar que você é meu treinador de corridas, até hoje lembro das lições que aprendi com você, muitas delas que me ajudam até hoje, não apenas nas corridas e nos treinos, mas na vida. Você sabe, eu ainda tenho um desafio, aquela untra-maratona dos meus sonhos e não me esqueci de quem vou chamar para me treinar. Um grande abraço amigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *